Fim-de-Semana (Week End) 1967

[Total:0    Promedio:0/5]

Um fim-de-semana, um casal, Corinne e Roland, partiram para visitar os pais, que vivem na zona rural francesa. O pai de Corinne é muito velho e ela quer garantir que vai herdar a maior parte da sua propriedade. No caminho, o casal envolve-se num acidente de carro e é obrigado a continuar a viagem a pé. O passeio rural logo se transforma num pesadelo quando testemunham acidentes rodoviários e ainda são insultados pelos filósofos excêntricos, poetas loucos e a Alice no País das Maravilhas.

Um filme perdido no cosmos e um filme encontrado no ferro-velho são as legendas de abertura para o que seria mais um ataque de Jean-Luc Godard, sobre a sociedade francesa contemporânea. Uma odisseia anárquica seria um epíteto igualmente apropriado, porque o quadro que Godard pinta é uma imagem profundamente perturbadora de um mundo que está em processo de desintegração das forças do capitalismo. O filme é mais recordado pela sequência de dez minutos de duração em que a câmara segue lentamente ao longo de uma aparentemente interminável fila de trânsito numa estrada do país, cuja paz é arruinada pela loucura das buzinadelas iradas.

Fim-de-Semana tem sido comparado com o filme de Buñuel, Le Charme Discrèt de la Bourgeoisie. Ambos retratam a classe média como um inimigo da sociedade, uma entidade. A abordagem de Godard, é no entanto, muito mais política do que meramente satírica. Ele vê a burguesia não apenas como um objecto do ridículo, mas como algo que é um perigo real para a sociedade, um furúnculo que deve ser espremido se a humanidade quer ter qualquer esperança de felicidade futura.

Feito em 1967, viria a ser um filme altamente profético, já que no ano seguinte viriam à tona os acontecimentos do Maio de 68.

READ  UpSize: Preis, Bewertungen und Ergebnisse. Wo kaufen? In Apotheken oder auf der Website des Herstellers?

Só consegui este filme com legendas em inglês.LinkImdb

Be the first to comment

Leave a Reply

Tu dirección de correo no será publicada.


*